Revisionismo histórico e ideologia: as diferentes fases da política econômica dos governos do PT

Nelson Barbosa-Filho

Abstract


a maioria dos críticos dos governos do PT divide a política econômica brasileira de 2003-16 em apenas duas fases, pré e pós-2006, com base na mudança do comando do Ministério da Fazenda naquele ano. Esta classificação é simplista e fortemente ideológica, pois é possível discernir cinco fases distintas de política econômica de 2006 em diante, com base na evolução do cenário externo e das prioridades econômicas do governo. Este texto apresenta essa taxonomia e os números de crescimento do PIB e inflação em cada período.

Keywords


Brasil; política econômica; governo do PT

References


Abadie, A., Diamond, A. e Hainmueller, J. (2010) “Synthetic Control Methods for Comparative Case Studies: Estimating the Effect of California’s Tobacco Control Program”, Journal of the American Statistical Association, 105(490), p. 493-505.

Barbosa-Filho, N.H. (2008) “An Unusual Economic Arrangement: The Brazilian Economy during the First Lula Administration, 2003-2006”, International Journal of Politics, Culture, and Society, 19(3-4), p. 193-215.

Barbosa-Filho, N.H. (2010) “Latin America: Counter-Cyclical Policy in Brazil: 2008-09”, Journal of Globalization and Development, 1(1), p.1-14. DOI: 10.2202/1948-1837.1052.

Barbosa-Filho, N.H. (2015) “Monetary Policy with a Volatile Exchange Rate: The Case of Brazil since 1999”, Comparative Economic Studies, 57(3), pp. 401-425.

Barbosa-Filho, N.H. e SOUZA, J.A.P. (2010) “A Inflexão do Governo Lula: Política Econômica, Crescimento e Distribuição de Renda”, in: E. Sader e M. A. Garcia (Orgs.) Brasil: entre o Passado e o Futuro. São Paulo: Fundação Perseu Abramo e Editora Boitempo

Carrasco, V., de Mello, J. e Duarte, I. (2014) “A Década Perdida: 2003-12”, Texto para Discussão, n.626, Departamento de Economia da PUC-Rio. Disponível em www.econ.puc-rio.br/uploads/adm/trabalhos/files/td626.pdf. Acessado em 07/09/2018.

Carvalho, L. (2018) Valsa Brasileira: do boom ao caos econômico. São Paulo: Todavia.

De Bolle, M. (2016) Como matar a borboleta azul: uma crônica da era Dilma. Rio de Janeiro: Intrínseca.

Dweck, E. e Teixeira, R. (2017) “A política fiscal do governo Dilma e a crise econômica”, Texto para Discussão, n.303, Instituto de Economia da Universidade de Campinas.

Giambiagi, F. (2011) “Estabilização, Reforma e Desequilíbrios Macroeconômicos: os anos FHC (1995-2002)”. In: F. Giambiagi, A. Villela, L. de Castro e J. Hermann (Orgs.) Economia Brasileira Contemporânea, Rio de Janeiro: Elsevier.

Haveelmo, R. (1945) “Multiplier Effects of a Balanced Budget’, Econometrica, 13(4), pp. 311-318,

Lisboa, M. (2015), “O modelo de intervenção do Estado na economia se esgotou? Sim”, Revista Época, Disponível em www.epoca.globo.com/ideias/noticia/2015/10/o-modelo-de-intervencao-do-estado-na-economia-se-esgotou-sim.html. Acessado em 07/09/2018.

Ministério da Fazenda (2018) Resultado Fiscal Estrutural, Brasília: Ministério da Fazenda. Disponível em www.fazenda.gov.br/centrais-de-conteudos/publicacoes/transparencia-fiscal/boletim-resultado-fiscal-estrutural. Acessado em 07/09/2018.

Safatle, C., Borges, J. e Oliveira, R. (2016) Anatomia de um Desastre, São Paulo: Portfolio-Penguin.

Werneck, R. (2010) “A Deterioração do Regime Fiscal no Segundo Mandato de Lula e Seus Desdobramentos”, Texto para Discussão, n.587, Departamento de Economia da PUC-RJ.




DOI: http://dx.doi.org/10.33834/bkr.v4i1.160

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Copyright (c) 2018 Nelson Barbosa-Filho

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Indexed in

_________________________________________________________

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.